A Rainha da Fofoca em Nova York -Meg Cabot -

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Primeiro tenho que confessar para vocês... Quando chega nas livrarias algum lançamento da Meg Cabot, e principalmente se for um lançamento super aguardado por mim, vocês já podem ter certeza de uma coisa: eu largo qualquer livro que esteja lendo e parto diretamente para ele. Simplesmente não consigo resistir, afinal Meg é Meg, e juntamente com Sophie Kinsella é uma das minhas autoras favoritas. E ainda mais se tratando de uma sequencia super esperada de um livro que sou simplesmente apaixonada, A Rainha da Fofoca.

Como vocês puderam ver acima sou um pouco suspeita para resenha- la, afinal sou fã de carteirinha da autora, mas mesmo sendo totalmente imparcial, A Rainha da Fofoca em Nova York (Segundo volume da série “A Rainha da Fofoca”), não deixa nada a desejar pros amantes de um bom Chick-Lit.

Tenho um carinho especial por esta série, a primeira obra voltada para o público jovens-adultos da Meg que li após a série adolescente “A Mediadora”. Para quem não sabe, a série é uma dentre as várias que Cabot já escreveu e reúne três livros ao todo (Se você não leu o 1ºlivro A Rainha da Fofoca, clique aqui).

Capa americana Queen of Babble In The Big City (A Rainha da Fofoca em Nova York)

Lizzie Nichols, nossa querida protagonista e talentosa restauradora de vestidos de noiva vintage acabou de se formar em história da moda e continua do mesmo jeito: divertida, decidida e ainda com uma certa dificuldade em manter a boca fechada... porém agora morando em Nova York, cidade que nunca dorme, a Big Apple do mundo.

No primeiro livro, Lizzie descobre que seu namorado britânico é furada e vai passar as férias em um lindo château na França junto com sua melhor amiga Shari e o namorado dela, Chaz. Lá, Lizzie conhece Luke e depois de muitas confusões e algumas cenas calientes eles se apaixonam. E bom, Luke é realmente um príncipe.

Agora, o conto de fadas acabou e a vida real começa. Lizzie, Luke, Shari e Chaz se mudam para a big apple para começarem uma nova fase de suas vidas.

Luke que depois de alguns empurrõezinhos da nossa querida Lizzie finalmente decide cursar medicina na faculdade de NY e agora está morando num apartamento na Quinta Avenida que sua mãe comprou quando estava pensando em se separar de seu pai. Chaz por outro lado agora fazendo doutorado em filosofia conseguiu um apartamento em um bairro sinistro. Só Lizzie e Shari que ainda não conseguiram achar um apartamento para dividirem.

É ai que Luke, casualmente, convida Lizzie para morar com ele e assim ela só teria que se preocupar em arrumar um emprego. É claro que ela decide aceitar a proposta do seu lindo e perfeito namorado, já escutando o badalar dos sininhos da igreja, o que deixa sua amiga Shari um pouco chateada, porque o combinado era as duas morarem juntas. Mas depois Shari acaba aceitando e vai morar com o seu namorado Chaz.

Quatro meses se passam e Lizzie está morando com Luke, o relacionamento deles é perfeito, o apartamento na 5ª avenida é lindo e tem uma vista incrível, sem contar no lindo Rennoir (um original) pendurado na frente da cama do casal, e que Lizzie sempre olha e suspira quando acorda.

Só que claro, no início foi bem difícil achar um emprego realmente bom na concorrida Nova York já que Lizzie acabou de se formar e ainda não tem muita experiência, apesar de ter um portfólio realmente bom. Lizzie começa a perceber que seu sonho de vencer em Nova York e tornar- se uma desenhista ou restauradora de vestidos de noiva vintage não será nada fácil. Principalmente porque não encontra nenhum emprego disponível.

Alias ela até encontra o emprego perfeito, no ateliê de restauração de vestidos de noiva do Monsier Henri, mas ele não é remunerado. E como a oportunidade é mais do que perfeita ela aceita mesmo assim. Mas para sobreviver na caríssima NY e pagar o aluguel com Luke (que ela insiste em ajudar), ela precisa encontrar um segundo emprego, que acaba sendo como telefonista do escritório de advocacia do pai de Chaz.

Só que morar junto e ter um relacionamento bacana não é suficiente pra Lizzie, e ela começa a fantasiar sobre quando irá se casar com Luke.

Por mais que Shari diga que não ache que Luke e Lizzie tenham futuro juntos. O que deixa Lizzie furiosa. E que Chaz diga que Luke não é do tipo de cara que pense em casamento, ela resolve investir, jogar indiretas e acreditar que seus melhores amigos possam estar errados.

E talvez o fato de trabalhar consertando vestidos de noivas esteja mexendo com a mente já fantasiosa da nossa protagonista. Porque quando Luke diz que lhe comprou um presente de natal e que é um investimento para o futuro dela. Lizzie não exita e vai logo fantasiando sobre um possível anel de noivado e que Luke finalmente resolveu dar um novo passo no relacionamento deles.

Mas não é bem assim que as coisas acontecem no dia tão esperado, e para piorar a situação, agora Shari e Chaz terminaram. E Shari anda super estranha e Chaz arrasado.

E Lizzie terá que lidar com sua vida amorosa, a estranha situação de Shari e Chaz e os problemas no trabalho.

Só que pela primeira vez, ela está conseguindo manter sua boca fechada, mas talvez este seja exatamente o seu erro.


Nota da autora da resenha:

Seguindo o mesmo estilo do livro anterior, você já sente que está se divertindo logo nas primeiras páginas da Rainha da Fofoca em Nova York. Para mim o motivo é que particularmente Lizzie sempre foi uma das minhas protagonistas preferidas da Meg.
Adoro aquela luta interna que ela sente, fantasiando tudo ao seu redor e imaginando mil coisas.

Mas durante o desenrolar da história fui sentindo uma série de mudanças em todos os personagens da trama, algumas de forma sutil (como o Luke) e outras abruptas como a Shari (Uma novidade vinda de Shari, aliás, deixa a gente de boca aberta!). Só que digamos que não posso falar muito do assunto se não vira spoiler ;)

Definitivamente o foco desta sequencia é o desabrochar profissional de Lizzie. E apesar de um começo difícil, não demora para ela se encontrar fazendo o que sempre sonhou. Por outro lado apesar da grande mudança para o apartamento de Luke, a rotina e a intimidade de dividir o mesmo teto acabam destacando diferenças pessoais entre o casal, principalmente com relação ao que eles esperam para o futuro. Este “pé na realidade”, que muitas vezes fica para escanteio nos romances, é o grande mérito do livro: nem tudo são arco-íris e campos floridos na vida real.

O casal de amigos Shari e Chaz também ganha destaque neste volume da série, cada um dando sua contribuição para a obra. Morando juntos e passando por aquela estranha fase onde a paixão arrebatadora transforma-se em parceria e camaradagem, o casal é uma ferramenta bem utilizada pela autora para “jogar uma luz” sobre o desgaste do amor no cotidiano, quando os hábitos irritantes de cada um já não são mais vistos como gracinhas, mas sim como defeitos.

Quem gosta também de situações de “vergonha alheia” – acho que Cabot anda se inspirando muito nas narrativas da Sophie Kinsella– vê em nossa protagonista um prato cheio.

Mesmo que desta vez Lizzie esteja apenas um pouco mais contida, pelo menos em comparação a todas as cenas inacreditavelmente hilárias que passou no primeiro volume da série. Alguns leitores podem estranhar e reclamar, mas para mim foi um ajuste muito bem feito, provando alguma ampliação dos horizontes da personagem, principalmente na parte final do livro.

Tenho que admitir que a curiosidade foi enorme assim que terminei de ler esse 2ºlivro, e parti atrás numa busca por spoilers em sites gringos sobre o 3º e último livro da série, Queen of Babble Gets Hitched (A Rainha da Fofoca: Fisgada), que será lançado pelo selo da editora Record em meados do ano que vem.

Em certo momento comecei a “entender” o motivo de toda essa mudança drástica dos personagens ao decorrer da série. O final para muitos pode ser chocante, tal como foi CHOCANTE para mim a principio. Mas quanto mais eu penso nos capítulos finais mais eu sinto que no final das contas o que vem pela frente pode ser algo completamente empolgante. Meg Cabot dessa vez se superou incrivelmente nas reviravoltas! Totalmente inesperado.
Capas nacionais dos livros 1 e 2 da série, A Rainha da Fofoca.

A Rainha da Fofoca em Nova York é imperdível para qualquer fã da Meg que se preze e foi lançado em setembro desse ano pelo selo da editora Record.

“Literalmente me segurando para não comprar o 3° livro em inglês hoje
mesmo!” ;)

Por Nathália Nóbrega








Capa americana do 3º e último livro, Queen of Babble Gets Hitche
d. (Lançamento nacional previsto para outubro de 2011)







11 comentários:

Inercya on 7 de outubro de 2010 10:25 disse...

Ah, adoro Meg. A série que eu li foi 'O diário da Princesa', que eu simplesmente adoro (só falta o 10º pra eu terminar). E como voce fala, Meg gosta de colocar situações de vergonha alheia nos livros dela, o que é a graça total, né?
Muito boa sua resenha, mesmo voce sendo suspeita para falar. E afinal, fica bem melhor quando voce já conhece o autor.

Já é formada? Nossa! Melhor ainda por está trabalhando na área. Parabéns hehe
Eu faço curso técnico de administração, no Getec. Comecei a pouco tempo. ;)
;*

H. Steiner' on 7 de outubro de 2010 16:21 disse...

Nossa, livros de Meg são MUUUITO bons!
HSAUHDUSAHDSUAH
que droga, não sei se é bom ou ruim: mas tenho mais um livro na minha lista de "querendo comprar" xD

Ah, obrigada *-*
sim, meu blog é meu bebê <3

Prixty on 7 de outubro de 2010 17:19 disse...

USHDAUSHDASHUDA claro que pode! Fico feliz que a foto te agradou :D rs
Que bom que gostou também do texto anterior. Porque ele se tornou meu queridinho, de alguma forma, aushdsudh
Awwn assim que começar a assistir me diz o que achou *-*
Ah, mas mesmo sem bluetoof vou ver um jeito de passar pro celular. Dá pra ler pelo pc, mas leio mais rápido se tiver sempre perto de mim, óbviu xD

AHHHHHH depois que li que não foi lançado ainda o terceiro livro, mudei de ideia sobre baixar os dois primeiros D:
Será que não tem qualquer versão pelos sites de downloads do terceiro livro traduzido por fãs? @_@
Se tiver, baixo na hora!
Post muito bom. Parabéns! *-*
:*

Julia on 7 de outubro de 2010 18:36 disse...

Sim, o amor é lindo e inexplicável. Como diria Carlos Drummond: "...o amor foge de todas as explicações possíveis" *-*

-

Conheço poucos trabalhos da Meg. Li o conto "A filha da exterminadora", no livro "Formaturas Infernais", e agora estou lendo a série "O diário da princesa", mas ainda falta muito pra acabar a leitura. rs'
Gostei muito da sua resenha, e o livro parece muito interessante. Vou achar o primeiro livro pra comprar, já que demoro muito pra ler livros no pc. Mas tenho certeza que vai valer a pena. Meg é muito boa escritora. :)

Bjs :*

Anac on 8 de outubro de 2010 18:50 disse...

Nao me diz que a amiga dela está gostando da personagem principal? rs

Shiiiiiiiiiiiii, suspeitas.

pequena on 13 de outubro de 2010 10:38 disse...

fLOR FIQUEI SUPER CURIOSA AGORA E REALMENTE EU FAZIA OUTRA IDÉIA DO QUE SERIA O LIVRO RSS

GOSTEI BASTANTE !

To passando pra deixar um bjo grande e desejar uma ótima quarta feira flor!

xêrim

Anônimo disse...

O livro e muito bom!!! Estou loca pra ler o terceiro, deve ser maravilhos como todos os os livros *-* !!
Beijos*

Monique Premazzi on 16 de outubro de 2010 12:59 disse...

Eu fico me culpando por nunca ter lido um livro da Meg, só por preguiça. Coloco sempre outro na frente, acabo deixando de lado os dela e no final, não leio. Preciso deixar essa preguiça e ler alguma coisa dela, quero ver como é o seu jeito de escrever e tanto encanta.

Amei o post! *-*

Fêe on 19 de março de 2011 11:55 disse...

Aaaah, eu simplismente A-M-O a meg *-*
concerteza, a Meg é Meg e nös simplismente amamos ela (:
Acho que ela consegue fazer com que todas nós nos identique com as personagens, porque a maioria dos livros dela, eu me identifico com as personagens... Eu sou um pouco de Mia, de Suzannah, de Lizzie, de Nikki ( ou Em), de Samantha...
Acho que essa é uma das razoes que nós amamos tanto a Meg e sempre vamos amar *-*

Anônimo disse...

alguém sabe onde é que pode baixar o " A Rainha Da Fofoca Em Nova York"? porque eu simplesmente procurei em tooooodos os lugares pra comprar e nào achei, entáo eu pensei em baixar pela net *-* alguém sabe onde eu posso achar?

Anônimo disse...

aquii o link gente:
http://www.4shared.com/document/EVLL1EvP/A_Rainha_da_Fofoca_3_-_Ficando.htm

façam bom proveito!!! beijãoo

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Grunge Girl Blogger Template Designed by Ipietoon Blogger Template
Girl Vector Copyrighted to Dapino Colada